Sexta, 24 de Maio de 2024
75 98251-4963
Geral Paralisação

Rodoviários metropolitanos vão paralisar em seis municípios da RMS a partir desta sexta-feira (17)

O Sindmetro informou que, após várias reuniões, não foi possível encontrar uma solução para a crise que afeta as linhas da empresa

14/05/2024 06h08
Por: Carlos Valadares
Crédito: Reprodução/Redes Sociais
Crédito: Reprodução/Redes Sociais

Os funcionários da empresa Avanço Transportes vão paralisar as atividades a partir de sexta-feira (17) em seis municípios da Região Metropolitana de Salvador (RMS). Os trabalhadores alegam descumprimento da Convenção Coletiva de Trabalho 2024 por parte da empresa. A paralisação, que afetará as cidades de Madre de Deus, Candeias, Camaçari, São Francisco do Conde, Simões Filho e Santo Amaro, foi decidida em assembleia geral extraordinária, realizada no dia 7 de março e oficializada nesta segunda-feira (13).

A medida foi anunciada pelo Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários da Região Metropolitana de Salvador (Sindmetro) e o Sindicato dos Rodoviários da Bahia.

Um comunicado será enviado à Associação das Empresas de Transporte Coletivo Rodoviário do Estado da Bahia (Abemtro), à Associação das Empresas de Transporte Coletivo Rodoviário do Estado da Bahia (Sintran), à Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos de Energia, Transportes e Comunicações da Bahia (Agerba) e à população.

O Sindmetro informou que, após várias reuniões, não foi possível encontrar uma solução para a crise que afeta as linhas da empresa.

“A empresa vem anunciando deficiências financeiras nas linhas metropolitanas desde o mês de Abril. O Sindicato vem negociando com paciência os descumprimentos da Convenção Coletiva de Trabalho. Notou-se que o Governo do Estado não está ajudando a empresa a solucionar os problemas, sem o apoio do Governo, através da Agerba, a empresa resolveu, sucumbir direitos dos Rodoviários, com essa atitude, não existe outra atitude”, diz o posicionamento.

A Agerba informou que, até o momento da publicação, o órgão não recebeu o ofício da paralisação. Uma reunião com os sindicatos está marcada para acontecer nesta terça-feira (14).

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.