Sexta, 12 de Julho de 2024
75 98251-4963
Política Corrupção

Lula diz que corrupção nas obras de 2014 e 2016 nunca foram comprovadas

Presidente recebeu atletas que partem para Paris e em discurso relembra ressentimento com polémicas dos eventos

11/07/2024 14h46
Por: Carlos Valadares Fonte: Bahia.ba
Foto: José Cruz/Agência Brasil
Foto: José Cruz/Agência Brasil

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva recebeu nesta quinta-feira (11) atletas brasileiros que vão para as Olimpíadas de Paris. Em seu discurso, o presidente lembrou dos grandes eventos que o Brasil recebeu — Copa e Olimpíadas — e disse que não foi comprovada corrupção nas obras. Ambos os eventos foram definidos para serem sediados no país durante os mandatos anteriores de Lula.

Segundo matéria do g1, obras de infraestrutura, reformas, estádios e arenas esportivas foram construídas para os eventos. Entretanto, várias dessas obras foram alvo de investigações posteriores e outras nunca chegaram a ser concluídos. As denúncias de corrupção acabaram por marcar negativamente ambos os eventos. No encontro desta quinta, o presidente chorou ao se recordar da escolha do Brasil como sede dos eventos que, na sua opinião, ocorreram em um “momento não muito bom da política brasileira”. Ele fez referência à crise do mandato de Dilma Rousseff, sua aliada, em 2014. E o governo Michel Temer, em 2016, que assumiu após Dilma sofrer impeachment.

“Acho que foi o momento mais consagrado para eu ter trazido as Olimpíadas, porque trouxemos no mesmo ano as Olimpíadas e trouxemos a Copa do Mundo. Os dois aconteceram em um momento não muito bom da política brasileira. Os dois acontecimentos aconteceram em momentos muito ruins da política brasileira. O ódio estava tomando conta da sociedade brasileira, aquela raiva”, disse Lula

“Eu lembro da quantidade de denúncia de corrupção na Copa do Mundo. Eu lembro da quantidade de denúncia de corrupção sem ninguém nunca provar. Nunca se provou que houve corrupção nos estádios brasileiros. Nunca se provou que houve corrupção em qualquer esporte olímpico do Brasil. Nunca. Mas era o que a gente ouvia todo santo dia”, acrescentou.

Realizada durante o primeiro mandato de Dilma Rousseff, colega de partido de Lula, a Copa do Mundo de 2014 acabou cercada de polêmicas, desde os protestos contra a realização do evento, que popularizam a frase símbolo ‘não vai ter copa’ até as acusações dos chamados ‘elefantes brancos’, nome dado aos estádios que após o evento foram abandonados e inutilizados pela falta de demanda.

No mesmo ano ainda, o começo da Operação Lava Jato, apontou suspeitas de corrupção em uma série de obras do governo federal, entre as quais, a construção dos estádios que receberam o Mundial.

A Lava Jato também investigou a realização da Olimpíada do Rio de Janeiro, em 2016. O evento ocorreu já com Michel Temer como presidente, em meio ao processo de impeachment de Dilma e ainda com insinuações de que as obras não estariam concluídas a tempo e até mesmo de que o COI considerava retirar o evento do país. Ainda no discurso, Lula se queixou de não ter sido convidado para a abertura dos Jogos.

“Só para você ter ideia como eu sou azarado. Eu fui o cara que trouxe a Copa do Mundo para cá e não pude assistir à Copa do Mundo. E fui o companheiro que trouxe as Olimpíadas para cá e também não fui convidado para ir para a abertura das Olimpíadas. Eu fiquei frustrado depois de tanta emoção, de tanta alegria pelo fato de você ter outras pessoas governando o país, pessoas que não tinham a cabeça civilizada, ou seja, eu não vi a abertura das Olimpíadas”, declarou.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.