Sexta, 12 de Julho de 2024
75 98251-4963
Polícia Posto Policial

Inaugurado posto policial especial no Hospital Clériston Andrade em Feira de Santana

Quanto à disponibilidade de informações para a imprensa após essa implantação, Roberta mencionou que os dados são atualmente fornecidos pela Polícia Civil, que continuará disponibilizando essas informações para os jornalistas.

11/07/2024 13h25 Atualizada há 7 horas
Por: Carlos Valadares Fonte: Página de notícias

Página de Notícias 

Na manhã desta quinta-feira (11), foi inaugurado o Posto Policial Especial no Hospital Geral Clériston Andrade, em Feira de Santana. A unidade está sendo administrada pela 1ª Delegacia Territorial de Feira de Santana e vinculada ao Departamento de Polícia do Interior (Depin). O Posto Policial está localizado no Hospital Geral Cleriston Andrade. Este investimento é parte da parceria entre o Hospital Geral Clériston Andrade (HGCA) e a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), com instalações dedicadas para as atividades de polícia judiciária dentro da unidade hospitalar.

Foto: Carlos Valadares

Roberta Santana, Secretária de Saúde do estado, destacou a importância da integração entre saúde e segurança, visando proteger e cuidar das pessoas. "Essa integração não só proporciona informações precisas para investigações, mas também garante um ambiente hospitalar seguro e saudável, com a presença da Polícia Civil para segurança dos pacientes, acompanhantes e profissionais de saúde que atuam aqui."

Ela também ressaltou a parceria contínua com a Polícia Civil em eventos importantes como São João e Carnaval, onde estratégias conjuntas são planejadas para assegurar a eficiência e transparência dos dados hospitalares, fundamentais para orientar políticas públicas no estado.

Quanto à disponibilidade de informações para a imprensa após essa implantação, Roberta mencionou que os dados são atualmente fornecidos pela Polícia Civil, que continuará disponibilizando essas informações para os jornalistas.

Foto: Carlos Valadares

A delegada-geral da Polícia Civil, Heloísa Campos de Brito, explicou que o posto contará com um policial experiente em regime administrativo como coordenador, além de quatro policiais trabalhando em turnos de 24 por 72 horas. "Eles terão acesso aos sistemas eletrônicos da polícia para acompanhar ocorrências, especialmente casos de violência, atentados à vida e crimes sexuais onde a versão da vítima possa ser contestada pela evidência médica", salientou.

"Cada ocorrência será automaticamente designada para a delegacia local correspondente, agilizando investigações. Isso será crucial para casos como vítimas baleadas que negam o ocorrido devido a pressões de facções criminosas, permitindo à Polícia Civil identificar os autores mais rapidamente", pontuou a delegada. .

Além disso, a delegada mencionou a necessidade de novos escrivães na DHPP em Feira de Santana, ressaltando que apesar das tentativas recentes de contratação, muitas vagas não foram preenchidas devido à falta de candidatos. 

Com informações: Carlos Valadares

Por: Mayara Silva

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.