Sexta, 12 de Julho de 2024
75 98251-4963
Geral Casa de Parto

Inaugurada Casa de Parto normal em Feira de Santana

O investimento totaliza aproximadamente um milhão e meio de reais, incluindo a manutenção contínua dos equipamentos.

05/07/2024 10h57 Atualizada há 7 dias
Por: Carlos Valadares
Foto: Carlos Valadares
Foto: Carlos Valadares

Na manhã desta sexta-feira (05), foi inaugurada a Casa de Parto Normal no Conjunto Feira VII, bairro do Tomba, ampliando o acesso das gestantes a um parto humanizado e seguro. Com capacidade para realizar até 90 partos por mês, a nova unidade oferece quartos individuais e acompanhamento 24 horas por enfermeiros obstetras e técnicos de enfermagem. O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins, destacou a importância da iniciativa para a comunidade local, enfatizando que a casa de parto é destinada exclusivamente às mulheres que fizeram o pré-natal nas unidades de saúde da região.

Foto: Carlos Valadares

O prefeito de Feira de Santana, Colbert Martins,  enfatizou a importância da nova casa na região sul da cidade,  servirá como referência para uma comunidade de 30 a 35 mil pessoas, financiada pelo governo federal para sua construção física, toda a estrutura e equipamentos, incluindo pessoal, são financiados pela prefeitura municipal. "A casa de parto é exclusivamente para mulheres de Feira de Santana, com critérios específicos de referência baseados no pré-natal realizado nas unidades locais de saúde".

Ainda segundo o prefeito, o investimento totaliza aproximadamente um milhão e meio de reais, incluindo a manutenção contínua dos equipamentos. "A unidade não realiza pré-natal, que é feito nas unidades de saúde da região, e conta com uma ambulância para emergências, garantindo que todas as mulheres tenham acesso ao atendimento necessário durante o parto", pontua.

Foto: Carlos Valadares

De acordo com a presidente da Fundação Hospitalar, Gilbertt Lucas,  não é necessário que as gestantes recebam acompanhamento pré-natal nesta casa de parto; isso é feito nas unidades de saúde locais, como Feira 7, Feira 10 e em toda a região.  "A unidade está totalmente equipada e possui uma ambulância disponível para emergências, conforme estabelecido no contrato para garantir a transferência rápida para o Hospital da Mulher, se necessário", pontuou.

Ainda segundo a diretora, a estrutura é integrada à rede de atenção básica, vinculando-se às gestantes que atendem aos critérios estabelecidos. "Todos os equipamentos essenciais estão disponíveis, como cardiotocógrafo, berço aquecido e incubadora de transporte, para garantir o atendimento adequado à gestante e ao recém-nascido. Casos de maior complexidade serão encaminhados para a Fundação Hospitalar no Hospital da Mulher, enquanto a casa de parto focará em gestações de baixo risco", destaca.

O Gilbert ainda falou que essa iniciativa visa fortalecer o atendimento materno-infantil no município, com uma média estimada de 20 partos por semana, realizados de forma segura e humanizada.  "As gestantes podem ser referenciadas diretamente da atenção básica para cá, desde que atendam aos critérios pré-estabelecidos. É fundamental garantir que todas as gestantes recebam o atendimento mais adequado, de acordo com suas necessidades médicas específicas."

Com inofrmações: Carlos Valadares

Por: Mayara Silva

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.